Dia 768k: guarde esse número porque ele pode literalmente “quebrar a internet”!

Dia 768k: o fenômeno que pode parar a internet

Dia 768k: guarde esse número porque ele pode te causar alguns transtornos nos próximos dias… Você já ouviu falar na expressão “quebrar a internet”? Na cultura pop, ela é utilizada para se referir a um acontecimento que gera grande repercussão nas redes sociais. No entanto, no mês de maio, essa expressão pode se tornar literal.

Tudo isso porque um evento apelidado de “768k Day” (“Dia 768 mil”, em tradução livre) ocorrerá ainda este mês. Trata-se de um dia em que as conexões de internet ao redor do mundo poderão ficar lentas e instáveis. Uma parte da população corre risco de ficar sem acesso à rede mundial de computadores!

 

Dia 768k: por que isso vai acontecer?

Existe uma tabela de roteamento global chamada Border Gateway Protocol (BGP), que organiza os endereços de IPv4, o mais utilizado no mundo. Além de permitir sua navegação, o BGP controla a quantidade de dispositivos que estão logados à internet. O último limite estabelecido para a tabela global é de 768 mil endereços alocados.

Levando em conta o ritmo com que novos endereços estão sendo adicionados, a expectativa é que esse número seja atingido neste mês, porém, sem data prevista. Segundo um perfil no Twitter que monitora a adição de endereços IP, o 768k Day aconteceu no dia 24 de abril. Mesmo assim, especialistas acreditam que o fenômeno ocorrerá no quinto mês do ano.

Mesmo que as ameaças de estabilidade quando o dia chegar sejam reais, o fato é que existe uma preparação especial para que a internet não “quebre”. Essa preocupação existe desde a última vez em que o teto foi atingido, em 2014, em um fenômeno chamado Dia 512k, cujos detalhes explicaremos mais adiante.

Diversas operadoras já utilizam equipamentos que permitem um espaço de alocação da tabela BGP que ultrapasse os 768 mil endereços. Os usuários destas empresas, portanto, não sentirão os efeitos da quebra da meta. A probabilidade é que apenas provedores locais ou usuários de roteadores mais antigos sintam a sobrecarga de endereços.

Mas até mesmo para quem utiliza equipamentos ultrapassados ou é cliente de empresas mais despreparadas o fenômeno pode passar em branco. Basta apenas descartar as rotas /24 do IPv4, que definem os IPs de redes de grande porte, como as da Microsoft. Isso pode ajudar o número de endereços existentes a cair pela metade e não sobrecarregar o roteador.

 

Dia 768k: um evento deste porte não acontece pela primeira vez

Em agosto de 2014, o mundo presenciou o Dia 512k. Na época, os roteadores ao redor do mundo utilizavam o sistema Ternary Content-addressable Memory (TCAM), que estabelecia o teto global de 512 mil endereços como limite de armazenamento. A essa altura, você já deve imaginar o que aconteceu: este número foi quebrado.

Isso ocorreu quando a Verizon, uma operadora de telefone dos Estados Unidos, adicionou de uma vez 15 mil novos IPs. Os roteadores, então, passaram a travar toda vez que tentavam abrir um arquivo ou acessar uma página. Isso gerou instabilidade nas conexões, resultou em vazamentos de memórias em roteadores e gerou bilhões de dólares em prejuízo.

A solução imediata foi o desenvolvimento de patches para estes roteadores. Para quem não sabe, patches são programas criados com o intuito de corrigir um erro ou solucionar um problema. Foram justamente esses “remendos” (tradução livre) que aumentaram o número de armazenamento da BGP e nos levaram à meta de 768 mil que estamos prestes a quebrar.

 

Dia 768k: é possível reduzir os danos?

Por se tratar de um fenômeno global, se o Dia 768k trouxer, de fato, um “apagão” na internet, o Brasil será afetado com instabilidade na conexão e perda de sinal. No entanto, nosso país possui empresas de telecomunicações que já tomaram medidas profiláticas para que a população não sinta os efeitos deste fenômeno.

Uma delas é a Città Telecom, esta empresa que vos escreve! Nossos equipamentos são de última geração e já vêm com o firmware que permite um maior alocamento de endereços de IP. Possuímos uma equipe de engenharia que trabalha incessantemente para trazer um padrão de segurança que proteja nossos clientes desta e de outras situações que possam trazer instabilidades.

 

Città Telecom

Se assustou com a possibilidade de ficar sem internet e já está à procura de uma empresa que está preparada para o Dia 768k? Nós somos a escolha perfeita!

Com nossa Banda Larga Empresarial, você conta com conexão em estrutura própria 100% fibra ótica, 100% de garantia de banda – 30 a 200 Mbps, total suporte proativo tecnológico com atendimento 24h todos os dias, alta velocidade de upload e estabilidade de conexão.

Mas se você trabalha em casa ou só procura curtir seus momentos de lazer com mais qualidade, você pode contar com a nossa Banda Larga Residencial*. Utilizamos uma rede própria de fibra ótica com backbone próprio capaz de conectar você com o mundo. Com nossa banda larga, você conta com internet 100% fibra óptica em estrutura própria, suporte qualificado 24x7x365 e alta velocidade de upload.

Precisa de ajuda para entender melhor? Acesse agora o nosso site ou solicite a visita de um de meus Consultores Especializados agora mesmo.

* Disponível nas cidades de Limeira e Campinas.