O principal objetivo é desenvolver uma cultura de esperteza e agilidade virtual ainda na infância, principalmente, quando se trata de segurança online.

“Interland”: combate à desinformação precisa ser trabalhado desde a infância! Nos dois últimos anos, um fenômeno advindo da internet e das redes sociais tomou o centro das discussões e foi motivo de mobilização dos mais diferentes setores da sociedade: as fake news. A disseminação de notícias falsas tem consequências que chegam a ser fatais. Somos uma população com intimidade recente com smartphones e precisamos pensar em formas de fazer com que as próximas gerações sejam menos suscetíveis a factóides. 

Pensando nisso, o Google desenvolveu o projeto “Interland: Seja Incrível na Internet”. A iniciativa é um game voltado para crianças de sete até 12 anos. O principal objetivo é desenvolver uma cultura de esperteza e agilidade virtual ainda na infância, principalmente, quando se trata de segurança online. Com projeto gráfico simples e interface visual atrativa, o jogo visa otimizar a tomada de decisão online nos pequenos. 

 

Interland: como funciona?

O projeto nasceu nos Estados Unidos sob a alcunha de “Be Internet Awesome”. A plataforma, que conta com 48 páginas que formam uma série audiovisual, foi desenvolvida para que professores e educadoras exibam e discutam com os alunos o conteúdo. O jogo surge envolto do tema da segurança online, porém, neste ano, foi otimizado para contemplar o conceito que eles batizaram de “alfabetização midiática”. 

A nova versão “Interland” tem como um dos principais pilares o desenvolvimento de um pensamento crítico já na infância para que estas crianças aprendam, desde cedo, a detectar golpes e fake news. Entre as inteligências que o programa pretende desenvolver, estão a detecção de manchetes e URLs falsas. 

O “Interland” é dividido em quatro fases distintas que não precisam ser desbloqueadas no decorrer da partida. O jogo começa com o “Reino da Bondade”, que busca combater a ação dos “haters” e espalhar mensagens positivas ao invés dos comentários odiosos que atingem jovens nas redes sociais. Em seguida, vem a fase do “Rio da Realidade”, que precisa ser atravessado sem cair em armadilhas, uma evidente referência às fake news.  

A brincadeira segue com a “Montanha da Consciência”, que pede cautela e checagem para com os conteúdos que compartilhamos e os momentos certos de compartilhá-los. Por fim, o avatar do usuário é guiado pela “Torre do Tesouro”, que induz o usuário a proteger alguns de seus segredos. Apesar do caráter lúdico, o conceito do jogo é brincar com ações corriqueiras do nosso dia a dia e que perpassam pelo nosso comportamento online.  

 

Interland: entenda mais sobre o projeto

Além das questões relacionadas a desinformação ou a algoritmos enganosos, o jogo pretende, em parceria com os educadores, alertar, também, para questões como pedofilia, assédio online, cyberbullying e práticas de violência e automutilação. Os assuntos vieram à tona após a grande popularização da boneca Momo. Em 2019, no Brasil, ela foi centro de uma fake news envolvendo o YouTube, uma das plataformas do Google. 

O “Interland” foi desenvolvido em parceria com diversas instituições especialistas em segurança digital, como o iKeepSafe Coalition, o ConnectSafely e o Family Online Safety Institute. Entre os colaboradores, destacam-se a Net Safety Collaborative e a Young Men’s Christian Association (YMCA). Ambos desenvolvem trabalhos reconhecidos que visam uma atuação em conjunto com a família para alertar aos jovens sobre os riscos do uso errado da internet. 

O “Interland: Seja Incrível na Internet” se junta a outras iniciativas de plataformas famosas no combate das fake news. Em março, o Facebook anunciou a continuidade do apoio ao projeto “Vaza, Falsiane”, um curso online desenvolvido por professores universitários que visa uma melhor compreensão da leitura de notícias. O jogo desenvolvido pelo Google já está disponível no Brasil com versão completa em português. O site pode ser acessado por dispositivos móveis e, também, via desktop. 

 

Città Telecom

Estamos também nas redes sociais! Para ficar por dentro dos nossos conteúdos e dos nossos serviços, siga-nos!

Facebook | Instagram | Twitter | Linkedin | YouTube