Emojis: para além de uma nova forma de comunicação, uma maneira de identificação com o seu cliente.

Emojis: para além de uma nova forma de comunicação, uma maneira de identificação com o seu cliente. Desde os primórdios do SMS, passando pelos tempos do MSN, rede social de troca de mensagens instantâneas extinta em 2013, utilizamos formas alternativas à palavra para expressar virtualmente nossas emoções. Dos “bonequinhos de teclado” aos emoticons, estes símbolos são uma marca da comunicabilidade virtual.

Mas nenhum destes parece ter tido um impacto tão grande quanto os Emojis. A palavra é uma junção de termos da língua japonesa. “E” significa imagem e “Moji” representa letra. As imagens substituem as palavras na hora de expressar um estado de espírito. Em uma era onde gastamos cada vez menos tempo parados em uma tela, é preciso condensar a informação para que o receptor capte ela de maneira completa. Portanto, estes símbolos aparecem como uma solução a esta realidade.  

 

Emojis: algumas curiosidades

As primeiras representações dos Emojis como conhecemos hoje foram desenvolvidas entre 1998 e 1999. O responsável foi o designer de interface Shigetaka Kurita. Na época, ele trabalhava para a NTT DoCoMo, uma importante empresa de telefonia celular do Japão. Em 2010, a Apple integrou estes símbolos ao seu teclado. Pouco tempo depois, o Android também adotou a inovação. 

Cinco anos depois, em 2015, um Emoji foi eleito como a palavra do ano. Quem conferiu este título foi o Dicionário Oxford, o mais conceituado do mundo. Segundo a publicação, o bonequinho que representa alguém rindo até chorar foi o eleito porque foi a “palavra” que mais definiu “o clima e as preocupações” daquele ano. 

No Brasil, a adesão foi tão grande que já figuramos como destaque nas principais pesquisas sobre Emojis. Em 2015, um levantamento do SwiftKey revelou que nós utilizamos mais as carinhas felizes; optamos por elas em 45% das vezes. Uma análise mais recente divulgada pelo Google mostrou que os símbolos favoritos dos brasileiros são, respectivamente, o coração vermelho, os olhinhos com coração e os aplausos. 

 

Emojis: como utilizar na comunicação da sua empresa?

Para quem trabalha com a comunicação das empresas, o Emoji precisa ser entendido além de uma marca de informalidade, independente da área na qual você atua. Seja para representar emoções, expressões faciais ou até elementos da natureza, estes símbolos já se tornaram parte da nossa comunicação diária. Por isso, não podem ser ignorados.  

Segundo levantamento realizado pela Return Path, uma empresa americana de correio eletrônico, os Emojis podem aumentar em até 24% a taxa de leitura. Portanto, é uma garantia de que sua mensagem encherá os olhos do seu leitor. Afinal, são bem grandes as chances de seu cliente se identificar com um texto escrito de uma forma familiar, a mesma maneira com a qual ele se comunica com os amigos. 

Mas lembre-se: ainda não é uma conversa informal. Mesmo que a comunicação “conectada” privilegie a liberdade de expressão e a humanização, você está ali para vender ou resolver problemas.

Certas regras devem ser respeitadas. Primeiramente, você precisa conhecer bem o seu público interlocutor. Em posts, artigos, e-mail ou conversas privadas, os Emojis não podem ser aleatórios.  

Para começar, busque entender o significado de cada Emoji. Vira e mexe, nos deparamos com confusões na hora de escolher um símbolo. Foi o caso da atriz Camila Pitanga, que mandou para a própria equipe um Emoji que representa um xingamento, acreditando se tratar de um inocente dedo levantado. No site Emoji Terra, você encontra os significados de cada uma das carinhas. Basta clicar AQUI para acessar.

A escolha de cada símbolo precisa representar o seu cliente e, também, ser uma extensão da missão e dos valores da sua empresa. Uma dica para não entrar em apuros é criar uma lista, selecionando previamente quais Emojis podem ser utilizados e definindo em quais situações eles se encaixam perfeitamente. 

Opte por utilizar emojis para expressar emoções: uma carinha feliz ao início de uma conversação ou uma carinha triste ao manifestar tristeza por um cliente que relata uma experiência ruim. Um “bonequinho” desses pode te ajudar a desenvolver uma persona, que dialoga com o seu público e promove uma aproximação. Uma outra dica para deixar uma postagem visualmente interessante é utilizar os Emojis enquanto ícones. Utilize as setas para apontar lugares de clique ou links, por exemplo.

Por fim, não exagere na quantidade de carinhas. Os Emojis são um braço direito da sua comunicação. Eles aparecem para representar feições que só podem ser vistas pessoalmente. O objetivo não é ser um substituidor total das palavras. Além disso, uma postagem repleta de símbolos se torna poluída visualmente. Pega leve!

 

Città Telecom

Estamos também nas redes sociais! Para ficar por dentro dos nossos conteúdos e dos nossos serviços, siga-nos!

Facebook | Instagram | Twitter | Linkedin | YouTube