Os fabricantes de smartphones já se preparam para uma revolução que trará grande impacto nas telecomunicações: o eSIM.

eSIM: os chips tradicionais de celulares estão prestes a se tornarem obsoletos.

– Olha o chip, tem de todas as operadoras! 

Qualquer pessoa que já passeou pelo centro de uma cidade pela tarde já ouviu gritos como esse sendo entoados. Os chips são a principal conexão entre nosso aparelho e a operadora. Graças a eles, conseguimos realizar ligações, receber mensagens e, mais atualmente, nos conectar à internet. 

Como todo aparato tecnológico, o chip também sofreu evoluções ao longo do tempo até chegar na geração mais popular atualmente. As mudanças mais notáveis eram relacionadas ao tamanho do cartão. Mas, agora, os fabricantes de smartphones já se preparam para uma revolução que trará grande impacto nas telecomunicações: o eSIM. 

 

eSIM: entenda o funcionamento

O eSIM é uma espécie de chip virtual, que pretende dar fim aos cartões removíveis inseridos em nossos aparelhos. Apesar de realizar todas as principais funções do cartão SIM, a diferença está na fabricação. O “e” representa embuted (embutido, em inglês), ou seja, trata-se de um chip embutido diretamente na placa-mãe durante a fabricação do smartphone. 

O principal objetivo da revolução eSIM é otimizar o espaço nos smartphones. A cada geração de celulares, as empresas investem em novas tecnologias e buscam agregar novos equipamentos aos aparelhos. A mudança visa reaproveitar o local disponibilizado na inserção do chip para outras funcionalidades. Além disso, o tamanho do cartão SIM dificultava a conexão de dispositivos menores, como os relógios inteligentes. 

As principais vantagens do SIM tradicional não serão afetadas. Caso você queira trocar de operadora, com o eSIM, isso será possível graças à tecnologia Remote Provisioning. O usuário também terá a possibilidade de cadastrar duas opções de empresas de telefonia. E tudo isso sem precisar trocar o chip ou comprar dois cartões. 

 

eSIM: as vantagens e desvantagens

A segurança é a principal vantagem do eSIM e o principal diferencial em relação ao SIM tradicional. A nova geração utilizará criptografia específica para cada número, o que protege seus dados de invasões de hackers. Isso será possível graças a um modelo de criptografia conhecido como Mobile Network Operation. Você pode entender mais sobre mensagens criptografadas LENDO ESTE ARTIGO

Além disso, o processo de troca de chip é mais complexo que apenas retirar o cartão e colocar outro. Como a operação é toda feita virtualmente, ela é realizada com diversas etapas de verificação necessárias para confirmar que não se trata de um caso de perda ou roubo. 

Entre as outras vantagens do eSIM, já mencionamos a possibilidade de conexão em dispositivos menores e a facilidade em utilizar mais de uma operadora. Podemos destacar, também, o fim das falhas no cartão físico. Seu sinal não corre mais risco de ficar prejudicado por chips quebrados ou mal colocados. A expectativa é que o processo de portabilidade entre as operadoras e os cancelamentos sejam mais fáceis. 

A principal desvantagem é a extinção de algumas praticidades que o cartão SIM oferecia. Por exemplo, se você ficasse sem bateria e tivesse um aparelho carregado à disposição, bastava inserir o cartão para continuar se comunicando. A outra desvantagem, no entanto, é provisória: a falta de suporte. Ainda são poucos as operadoras e aparelhos que oferecem eSIM. Por enquanto, apenas os modelos mais modernos do iPhone contém a novidade. A tendência é que os próximos lançamentos da Samsung já estejam migrados para a nova geração de chips.  

 

eSIM: como adquirir?

Algumas operadoras no Brasil já disponibilizam a compra de um chip virtual, o e-Chip. Ele pode ser utilizado para um número novo, mas, também, serve para substituir seu cartão físico. Após adquirir, será liberado acesso a uma página restrita, onde o usuário realizará o cadastro e todos os passos da ativação. O processo pode ser feito virtualmente, sem obrigatoriedade de visita uma loja física. A partir do momento em que o eSIM passa a funcionar, seu cartão SIM é invalidado automaticamente. 

Vale reforçar que, apesar de este ser o padrão, os processos de compra e migração do eSIM podem variar de acordo com a operadora, o aparelho e o sistema operacional. Portanto, em caso de dúvidas, não deixe de consultar antes sua empresa de telefonia! 

 

Città Telecom

Estamos também nas redes sociais! Para ficar por dentro dos nossos conteúdos e dos nossos serviços, siga-nos!

Facebook | Instagram | Twitter | Linkedin | YouTube