Enquanto você navega, o Ecosia planta um árvore. Saiba mais!

Ecosia: um braço direito da sustentabilidade a alcance da sua mão! Nos últimos meses, a discussão sobre a preservação do meio ambiente tem sido cada vez mais intensa, especialmente, pelo aumento das queimadas e nas notáveis e constantes alterações de clima. Muito se pergunta como nós, cidadãos comuns, podemos fazer para ajudar na causa. Uma solução tem apenas uma palavra e pode ser encontrada na loja de aplicativos do seu celular: Ecosia.

 

Ecosia: o que é?

Ecosia é um aplicativo de buscas online. Ele pode ser baixado pelos usuários de Android e iPhone e funciona com dinâmica e layout semelhantes aos do Google. Porém, ele traz uma diferença no seu funcionamento. Enquanto você navega na internet e extrai todas as informações que precisa, o app planta uma árvore. 

Fundado em 2009 por Christian Kroll, o administrador alemão visava apenas plantar árvores. Ele defende um novo modelo de negócios que visa além de maximizar o lucro. Durante participação no Web Summit, no ano passado, ele afirmou categoricamente que seu propósito de plantar árvores é maior do que o de ganhar milhões de euros. 

O aplicativo viralizou no Twitter ano passado, após a formalização da compra de 200 hectares da Hambacher, uma das mais importantes florestas da Alemanha. O objetivo da aquisição foi preservar as árvores da região, já que o território verde encontra-se devastado graças à ação de uma mineradora que detém a área. 

 

Ecosia: como funciona?

Nada sai do seu bolso. Quando o usuário realiza as buscas pelo Ecosia, ele é impactado por alguns anúncios. A venda dos espaços publicitários e os cliques nesses banners geram receita para o aplicativo. Com isso, parte desse lucro é revertido para o plantio de árvores em áreas com altos índices de desmatamento e queimada. De acordo com dados divulgados pela empresa, 46,8% das despesas do Ecosia foram destinadas ao plantio de árvore. Os outros 53,2% foram divididos entre gastos com custos operacionais, reinvestimentos e divulgação. 

Em média, o usuário precisa realizar 45 buscas no Ecosia para que uma árvore seja plantada. De acordo com dados disponíveis no próprio aplicativo, até o fechamento deste artigo, mais de 70 milhões de árvores haviam sido plantadas graças aos usuários. O número é gigante, mas ainda pouco perto da quantidade que o app defende que há espaço para ser plantada: um trilhão. 

O aplicativo é super fácil de ser utilizado e funciona, também, como um navegador para acessar a páginas da internet. Ao lado da barra de endereços, o usuário pode acompanhar o total de buscas realizadas e assim, controlar quantas pesquisas a mais ele precisa para resultar no plantio de uma árvore. 

O Ecosia também se vende como uma opção a favor da privacidade dos dados de navegação, uma das principais preocupações dos usuários em relação ao Google. De acordo com a descrição disponível nas lojas de aplicativos, “as florestas precisam de proteção e sua privacidade também”. Eles prometem não salvar suas pesquisas e nem vender seus dados para a publicidade. 

Apesar da proposta ecologicamente correta, o Ecosia também é alvo de críticas de especialistas no segmento. Tudo porque ele utiliza como base o Bing, mecanismo de buscas da Microsoft. A empresa estadunidense colocou como meta até 2020 utilizar 60% de energia renovável para as operações, enquanto o Google, já utiliza 100% desde o ano passado. 

 

Ecosia: ajudando o Brasil 

Não é o Ecosia que planta as árvores diretamente. O aplicativo financia organizações que trabalham pelo reflorestamento de áreas devastadas. No Brasil, a principal parceira do app é a Associação Ambientalista Copaíba, sediada em Socorro, no estado de São Paulo. 

De acordo com o site da entidade, a principal missão é “conservar e restaurar a Mata Atlântica das bacias dos rios do Peixe e Camanducaia”. Em 2017, a equipe do Ecosia visitou a cidade de Socorro para conferir de perto o projeto de restauração florestal da Copaíba e elogiou a ação em terras brasileiras. 

 

Città Telecom

Estamos no Linkedin e também nas redes sociais! Para ficar por dentro dos nossos conteúdos e dos nossos serviços, siga-nos!

Facebook | Instagram | Twitter | Linkedin | YouTube