Se você não o conhece TikTok, é sinal de que já pertence a uma geração com algumas dezenas de anos de idade.

TikTok: o aplicativo de vídeos que é a nova febre mundial entre o público jovem. Você certamente já ouviu alguém dizendo que se confirmar que conhece determinada coisas vai entregar a própria idade, não é mesmo? Mas nesse caso, é exatamente o oposto. Se você não o conhece TikTok, é sinal de que já pertence a uma geração com algumas dezenas de anos de idade. 

TikTok é um aplicativo videomaker, onde você pode produzir, gravar e montar vídeos curtos de, no máximo, 60 segundos. Com uma interface simples e fácil de ser manuseado, ele ainda permite que o usuário adicione efeitos e trilhas sonoras. O app rende diversas mini esquetes hilárias, transformando a ferramenta em uma das maiores produtoras de virais da atualidade.  

 

TikTok: saiba mais 

Disponível para iPhones e aparelhos com sistema Android, o TikTok funciona como uma rede social. Os usuários disponibilizam as produções nos próprios perfis, onde outras pessoas podem seguir, curtir e comentar sobre os conteúdos. Justamente, por esse formato de social, que produz conteúdo pra si mesma, que os vídeos do TikTok pouco aparecem em outras redes, como Facebook e Instagram. 

O aplicativo foi lançado em setembro de 2016, pela ByteDance, uma empresa chinesa de tecnologia. No país de origem, a funcionalidade é conhecida como Douyin. Propagada internacionalmente um ano depois sob a alcunha de TikTok, o app já foi baixado mais de 800 milhões de vezes ao redor do mundo. A expectativa é que o número seja ainda maior, já que a empresa responsável pelos dados (Sensor Tower) não considerou os usuários de Android da China, cuja população ultrapassa 1,3 bilhões de pessoas. 

A grande virada de popularidade do TikTok ocorreu no ano passado, quando a ByteDance comprou o já popular aplicativo Musical.ly e fundiu com o produto da empresa. Estima-se que a compra tenha custado U$S 800 milhões de dólares. O extinto app, que mantinha sede em Xangai, na China, possuía a mesma proposta de criação de vídeos rápidos.   

 

TikTok em dados e fatos

Se você não fazia ideia do que se tratava o TikTok, esses dados, com certeza, vão te impressionar. No primeiro trimestre de 2019, o aplicativo figurou em terceiro lugar na lista dos mais baixados mundialmente pelo Google Play, ultrapassando Facebook e Instagram. Com 150 milhões de downloads, o app chinês perdeu apenas para WhatsApp e Messenger. Em outubro de 2018, o número de usuários do aplicativo de vídeos superou o das redes sociais de Mark Zuckerberg nos Estados Unidos.  

Além de revelar as próprias estrelas, celebridades famosas do Instagram tem percebido a força do TikTok e estão, sutilmente, realizando uma migração. Foi o caso de Kylie Jenner, dona de 149 milhões de seguidores e detentora do título de foto mais curtida da rede social ― até que o recorde foi quebrado por um ovo. 

Um vídeo em que ela canta para a filha foi editado e postado no TikTok. Em uma semana, se tornou a primeira produção do aplicativo a atingir 1 bilhão de visualizações. A caçula do clã Kardashian jura que o meme foi espontâneo e que ela não foi responsável pelo viral. No entanto, menos de uma semana depois, produtos com as frases do vídeo já estavam sendo vendidos na loja da socialite. 

Outra estrela mundial que viu o trabalho ser alavancado graças ao TikTok foi a Mariah Carey. Uma usuária do aplicativo publicou um vídeo dançando a música “Obsessed” de forma, digamos, bem peculiar. O conteúdo viralizou e levou a música, lançada em 2009, a atingir um crescimento de 300% no YouTube. A cantora americana entrou na brincadeira, postou vídeos em que imita a menina e chegou até a criar uma conta oficial no aplicativo. 

 

TikTok: pode funcionar para o meu negócio?

Como toda novidade que chega e impacta tão fortemente a cultura, os empresários já começam a pensar formas de agregar isso aos seus negócios. Mas o fato é que o TikTok ainda é extremamente segmentado. A expectativa é que o aplicativo demore a atingir um público mais adulto, como foi com o Instagram, que só registrou aumentos significativos de usuários mais velhos em 2017, quase 6 anos após a compra pelo Facebook. 

Dados oficiais apontam que o público entre 16 e 24 anos representa 41% dos usuários. No entanto, estima-se que o grande forte do TikTok sejam crianças entre 12 e 15 anos. Portanto, se o seu negócio não atinge um público bem jovem, ainda é muito cedo para pensar o TikTok estrategicamente. 

Discute-se que o crescimento desse aplicativo seja exatamente uma fuga de redes como Facebook e Instagram, que já são fortemente utilizados pelo público mais velho; leia-se os pais dessas pessoas, que têm acesso a informações que nem sempre esses filhos gostam de compartilhar.  

Podemos considerar que as principais concorrentes do TikTok são o Instagram Stories e o Snapchat. Enquanto o primeiro atingiu a marca de 500 milhões de usuários ativos diariamente, o segundo ainda enfrenta uma crise causada pela funcionalidade criada (ou seria copiada?) pela rede de Zuckerberg. 

Ainda é muito cedo para afirmar que o app tornará obsoleta a função do Instagram, mas é fato que ele representa uma alternativa em uma era em que Facebook e as redes irmãs perdem credibilidade, especialmente nos Estados Unidos, centro de um escândalo de vazamento de dados. 

 

Città Telecom

Estamos no Linkedin e também nas redes sociais! Para ficar por dentro dos nossos conteúdos e dos nossos serviços, siga-nos!

Facebook | Instagram | Twitter | Linkedin | YouTube