Bloatwares: aplicativos que parecem muito necessários, mas, no fim do dia, só prejudicam o desempenho do seu aparelho. Quando compramos um celular ou um computador, nos deparamos com diversos programas já instalados de fábrica. Alguns deles fazem parte do nosso dia a dia, como calculadora e bloco de notas. Já outros, nunca chegam a ser abertos. 

Os aplicativos chamados de bloatwares são exatamente esses que já vem pré-instalados de fábrica. Muitas vezes, o usuário não consegue apagá-los, o que não significa também que eles utilizem. Eles aparecem tanto em smartphones, quanto em computadores. 

 

Bloatwares: por que se tornaram vilões? 

Os bloatwares se tornam um fardo porque não costumamos utilizá-los, como, por exemplo, bússola, medidores ou previsão do tempo, e, mesmo assim, não conseguimos nos desfazer deles. Em outros casos, costumamos baixar outros aplicativos mais famosos com a mesma função, como editores de foto e vídeo, navegadores, GPSs e reprodutores de música. 

No entanto, ele ocupa parte das memórias RAM e interna dos dispositivos, o que impede os usuários de baixar mais coisas e prejudica o desempenho do celular. É daí, justamente, que vem a origem da palavra. Em tradução livre, “bloat” significa “inchar”. Já “ware”, pode ser lido como abreviatura de software. Ou seja, os bloatwares são aplicativos que funcionam como “elefantes brancos” cuja única função é encher nossa memória. 

Se você acha que os bloatwares são características de marcas ou sistemas operacionais específicos, somos portadores de más notícias. Eles estão disponíveis tanto em celulares que utilizam Android, como Samsung e LG, quanto nos iPhones, que opera com iOS. O mesmo vale para os computadores. Esses aplicativos são encontrados nos modelos mais famosos, no sistema Windows e também nos Macs. 

 

Bloatwares: posso apagar esses aplicativos?

Existem marcas que oferecem opção de excluir aos seus usuários. No Windows 10 e nos sistemas mais atualizados do iPhone, você consegue remover facilmente esses aplicativos e até reinstalar novamente em caso de arrependimento. Em alguns modelos que utilizam Android, no entanto, ao pressionar o ícone, a opção “Excluir” não aparece à sua disposição. 

Existe uma técnica para remover os bloatwares do seu Android sem precisar ativar o “root” do celular, ou seja, sem acessar comandos privilegiados. O portal Canal Tech recomenda o download do aplicativo Debloater, disponível para Windows. 

Para utilizar o programa, conecte seu aparelho no computador através do cabo USB. Vá até as configurações e procure a opção “Sobre o telefone”. No final da tela, clique diversas vezes na opção “Número da versão” até que o sistema te avise que você agora é um desenvolvedor. Com isso, você terá acesso a uma funcionalidade chamada “Opções do desenvolvedor”. Nessa camada, ative a opção “Depuração USB” e, em seguida, abra o Debloater no seu computador. 

No programa, clique na opção “Read device packages”, que exibe pastas com os aplicativos instalados no seu celular. Basta clicar sobre os folders que você deseja remover e o seu dispositivo estará livre desses bloatwares. 

Apesar de parecer fácil, é necessário bastante atenção. Você não encontrará os nomes exatos dos apps, portanto, observe toda a nomenclatura disponível, acesse esses pacotes e só delete quando tiver certeza que se trata de uma funcionalidade indesejada. Apagar uma pasta errada pode, inclusive, prejudicar o desempenho do seu aparelho. 

No entanto, se você não se sente confortável com esse tipo de ação e prefere algo que esteja à sua disposição, você pode apenas desativar o aplicativo. Acesse as configurações e vá até a aba “Aplicativos”. Feito isso, entre em “Todos os Apps”, clique no aplicativo necessário e pressione “Desativar”. 

Com essa prática, seu celular não estará livre dos blotwares, no entanto, ele será pausado até que você o reative novamente. Isso garante que esse app não influencie no desempenho do seu smartphone. 

(com informações do TechTudo e do Canal Tech)

 

Siga a gente! 

Também estamos nas redes sociais! Para ficar por dentro dos nossos conteúdos e dos nossos serviços, siga-nos!

Facebook | Instagram | Twitter | Linkedin | YouTube