Para celebrar os 52 anos de Internet, destacamos curiosidades e fatos históricos sobre essa ferramenta de infinitas possibilidades!

Internet: a invenção que transformou a rotina de toda a humanidade completou 52 anos nesta semana. Embora a Organização das Nações Unidas (ONU) tenha estabelecido que a data oficial da rede mundial de computadores seja em maio, o dia 7 de abril marca, historicamente, o primeiro passo para a criação da Internet. 

Para celebrar os 52 anos de Internet, destacamos curiosidades e fatos históricos sobre essa ferramenta de infinitas possibilidades. 

 

Internet surge na guerra fria

Apesar de o termo Internet ter sido criado apenas nos anos 1980, os primeiros conceitos relacionados ao tema datam de três décadas antes, nos anos 1950. Durante a Guerra Fria, período histórico onde os Estados Unidos e a União Soviética utilizavam de avanços científicos e tecnológicos para mostrar poder geopolítico, os estadunidenses criaram um sistema para proteger documentos oficiais do governo.

A partir desse conceito, estudos e discussões sobre uma “rede de computadores” se estenderam durante toda a década de 1960, até que, no dia 7 de abril de 1969, os primeiros documentos técnicos sobre os padrões e protocolos da web foram publicados. 

Cinco meses depois, especialistas da Universidade da Califórnia e do Stanford Research Institute fizeram dois computadores se interligarem. A partir disso, o governo e diversos outros órgãos federais puderam trocar mensagens e relatórios de qualquer natureza. 

 

Internet: o grande marco foi a criação do WWW

Mesmo que os primeiros documentos que possibilitaram a criação da Internet tenham sido publicados nos anos 1960, o grande divisor de águas para a criação da rede mundial de computadores como conhecemos hoje foi o surgimento do sistema de publicação World Wide Web (WWW). Trata-se de conjuntos de documentos hipermídia, que são interligados e podem ser executados online. 

Graças a ele, qualquer pessoa pode publicar conteúdos através de linguagens de marcação, como HTML e HyperText. O primeiro site da história foi publicado pelo engenheiro Tim Berners-Lee, o mesmo responsável pela criação do ‘http’. A página ainda está no ar até os dias de hoje. Clique AQUI para acessar. 

 

A Internet pesa

Embora seja impossível de ser tocada ou vista, a Internet tem, sim, um peso físico. Foi o que informou um famoso artigo intitulado “Toda a internet tem o mesmo peso de um morango”, publicado pelo Daily Mail, tabloide britânico muito popular. 

A publicação informa que a Internet pesa cerca de 50 gramas – o que, para os padrões brasileiros, equivale a mais de um morango, diga-se de passagem. Esse peso é referente aos elétrons necessários para o funcionamento da rede, considerando os cerca de 100 milhões de servidores que suportam a internet. 

 

A abrangência da internet

Em 2016, uma pesquisa realizada a nível global pelo Instituto Ipsos revelou que 69% da população mundial não consegue se imaginar sem internet. O estudo ouviu mais de 18 mil pessoas, em 23 países. Se para os que possuem acesso à rede mundial de computadores, ficar longe dela possa parecer um pesadelo, essa ainda é a realidade de quase metade das pessoas ao redor do mundo.

Segundo levantamento realizado, em 2018, pela International Telecommunications Union (ITU), agência especializada da ONU, 48,8% da população mundial ainda não tem acesso à internet. Mesmo entre as nações que possuem conexão bastante abrangente, os países mais pobres ainda são mais acometidos: 43% deles apontam “baixa qualidade” como um dos principais problemas. 

Da criação, passando pela popularização do conceito World Wide Web (WWW), até os dias de hoje, os números são impressionantes, apesar de o alcance ainda estar defasado. Em 2014, no aniversário de 45 anos, a Internet atingiu a marca de 1 bilhão de sites registrados. Atualmente, de acordo com dados do  Internet Live Stats, são 1,6 bilhões de endereços. Vale destacar que essa conta desconsidera os sites inativos. 

Segundo levantamento da Hootsuite e da We Are Social, só no Brasil, estima-se que a população gasta nove horas e 14 minutos por dia na internet. O número coloca o país em terceiro lugar no ranking dos países que mais navegam diariamente, perdendo apenas para Tailândia e Filipinas. 

 

Siga a gente! 

Também estamos nas redes sociais! Para ficar por dentro dos nossos conteúdos e dos nossos serviços, siga-nos!

Facebook | Instagram | Twitter | Linkedin | YouTube