Nesse artigo, destacamos fatores essenciais que sua empresa precisa estar atenta para se preparar para crises imprevisíveis. Acompanhe!

Uma empresa preparada para enfrentar o mercado não é somente aquela que desenvolve as melhores estratégias de vendas, mas também a que está preparada para lidar com as mais variadas formas de imprevisibilidades. O contexto da pandemia pegou muitos empresários de surpresa e mostrou que nem todos estavam prontos para gerir uma crise dessa magnitude. 

O impacto pôde ser visto ainda em 2020. Segundo pesquisa do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), 38,6% das empresas brasileiras foram afetadas negativamente pela pandemia. Mesmo que este possa parecer um período excepcional, situações de crise acontecem com frequência, sejam elas internas ou externas, e sua instituição precisa saber previamente como lidar com elas. 

Nesse artigo, destacamos fatores essenciais que sua empresa precisa estar atenta para se preparar para crises imprevisíveis. Acompanhe!

 

Monte um comitê de urgências 

Você já deve ter escutado o ditado “É melhor prevenir do que remediar”. Ele precisa ser aplicado na gestão da sua empresa. Por essa razão, a melhor solução é criar previamente um comitê de estratégias para momentos de instabilidades. O principal erro de muitas instituições é convocar essa equipe de gerenciamento de crises apenas quando ela acontece e é justamente nesse momento de pressa, inquietude e cabeça quente que os erros acontecem. 

Essa equipe poderá se dedicar a traçar objetivos de resolução e desenhar metas de um cenário pós-crise. O mais indicado é que esse grupo seja formado por pessoas que já trabalhem na empresa, com o objetivo de garantir mais expertises em relação ao funcionamento e aos métodos de trabalho, mas convocar terceiros exclusivamente para essa missão não deve ser descartado.  

 

Planejamento de impacto existe

Dizem que não é de bom tom falar em coisas ruins porque pode atraí-las… No entanto, quando se trata de gestão de empresas, é necessário o tempo todo projetar situações que fogem do controle. Essa é mais uma das tarefas realizadas pelo comitê de urgências citado na dica anterior. 

Considere todos os riscos, internos e externos, que podem afetar o funcionamento da empresa e tente traçar soluções para cada um deles. Entre os contextos de crise que podem ser previamente identificados, podemos citar aumentos de preço de matérias primas, problemas de locação de espaço, crises econômicas regionais e nacionais e defasagem de produção.

 

Comunicação direta com a equipe

Uma das principais (e mais difíceis) tarefas de uma empresa é conseguir manter um time unido em momentos de instabilidade. É justamente nesses períodos que surgem grandes crises internas, como estafas, desavenças entre funcionários e aumento exagerado de cobranças. Todos esses itens podem ser evitados com um bom trabalho de comunicação interna. 

Para que qualquer trabalho flua bem, é necessário que as partes envolvidas entendam o andamento do processo e quais os principais objetivos finais das ações executadas por elas. É muito importante que todo o time esteja a par diretamente da situação de crise e quais esforços estão sendo realizados. Assim, fica muito evidente o papel direto de cada funcionário e evita qualquer ruído que possa prejudicar a produtividade. 

 

Mantenha o bem estar da equipe

Por fim, é importante compreender que nenhuma crise é superada sem capital humano de qualidade. Muitas vezes, com o objetivo de superar as instabilidades, as empresas investem tempo e dinheiro em tecnologias ou mão de obra terceirizada e esquecem de demandar atenção à própria equipe.

Em momentos de crise, onde o trabalho tende a ser mais puxado, é essencial fornecer alguns benefícios aos seus funcionários. Flexibilizar os horários de trabalho ou remunerações pelos esforços extras são alguns deles. É ultrapassado associar esses momentos a uma carga de trabalho muito mais intensa. O mais indicado é, justamente, fornecer possibilidades que aumentem a produtividade da equipe. Lembre-se: em momentos como esses, você precisa dos seus funcionários cada vez mais proativos e motivados, e não exaustos!  

 

Gostou do conteúdo? Siga a gente nas redes sociais! 

Também estamos nas redes sociais! Para ficar por dentro dos nossos conteúdos e dos nossos serviços, siga-nos!

Facebook | Instagram | Twitter | Linkedin | YouTube